Três acusados na investigação da morte de Anna Nicole Smith

Três pessoas, incluindo dois médicos, foram acusados de envolvimento na morte da ex-coelhinha da Playboy Anna Nicole Smith, que faleceu há dois anos de overdose de medicamentos, informou nesta sexta-feira uma funcionário do Estado.

AFP |

Os acusados são o ex-namorado da modelo, Howard K. Stern, e os médicos Sandeep Kapoor e Khristine Eroshevich, informou um membro do gabinete do secretário estadual de Justiça, Edmund Brown.

Os dois médicos responderão por "formação de quadrilha para fornecer ilegalmente substâncias que necessitavam de receita médica".

Segundo a acusação, os médicos prescreveram medicamentos em quantidades e combinações injustificáveis, criando uma forte dependência. Stern, que era advogado e conselheiro da ex-modelo, teve um papel fundamental para obter e administrar estes medicamentos a Anna Nicole Smith".


Smith morreu aos 39 anos, no dia 8 de fevereiro de 2007, na Flórida, vítima de overdose de múltiplos medicamentos, entre eles antidepressivos, ansiolíticos e hormônios.

O doutor Kapoor era o clínico geral da modelo e o doutor Eroshevic, seu psiquiatra.

Smith, que começou como stripper e ficou famosa após aparecer na revista Playboy e se tornar a garota da marca Guess, se casou com o magnata do petróleo J. Howard Marshall, em 1994, quando ela tinha 26 e ele, 89.

Stern, o último namorado de Smith, reivindicou a paternidade da filha, um bebê que tinha seis meses quando perdeu a mãe, mas um exame de DNA revelou que o verdadeiro pai era o fotógrafo de Los Angeles Larry Birkhead.

Ao morrer, Smith brigava na Justiça pela metade da fortuna de 1,7 bilhão deixada por Marshall, e levava uma vida agitada, sempre as voltas com remédios para emagrecer.

    Leia tudo sobre: anna nicole smith

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG