A forte chuva que atingiu o Rio de Janeiro deixou pelo menos 98 mortos e provocou colapso no trânsito e transportes do Estado. Na manhã desta quarta-feira a situação é mais tranquila e já há sinais de que a rotina está voltando ao normal. Os trens, o metrô e as barcas voltaram a funcionar com intervalos regulares, de acordo com a prefeitura e as empresas administradoras.


Arte iG

De acordo com a concessionária Metrô Rio, as Linhas 1 e 2 operam normalmente com intervalo de aproximadamente 5 minutos e 40 segundos entre uma composição e outra. O fluxo de pessoas nas estações está maior do que o normal, mas não há registro de incidentes.

Nos trens, a situação é semelhante. Conforme a concessionária Supervia, desde as 15h30 de terça-feira, a circulação foi normalizada e não voltou a sofrer problemas. Todos os ramais estão com a operação regular.

Para quem se desloca entre Rio e Niterói, recorrer às barcas é a melhor opção. Os intervalos de saída na linha Praça XV-Niterói são de 10 minutos. As demais linhas também estão cumprindo a grade de horário. Os catamarãs partem de Charitas para o Rio em intervalos de 15 minutos. As saídas de Cocotá e Paquetá para a Praça XV permanecem inalteradas.

Dia de caos

Na terça-feira,  Rio de Janeiro viveu um dia de caos. Foram registradas mais de 100 mortes, sendo a maioria vítimas de deslizamento de terra, e 202 pessoas ficaram feridas após uma forte chuva que atingiu o Estado.

As aulas foram suspensas, serviços públicos tiveram o expediente cancelado, o aeroporto Santos Dumont ficou fechado durante boa parte da manhã e empresas cancelaram a venda de bilhetes com destino para o Rio.

Esta é considerada a pior chuva já vista no Rio de Janeiro . Em 24 horas, o número de mortos superou o registrado nos quatro meses de verão em São Paulo.


Leia também:

Dramas e relatos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.