RIO GRANDE DO SUL - As chuvas que caíram na região sul do Rio Grande do Sul na noite desta quarta-feira causaram a morte de uma pessoa e o desaparecimento de outra, segundo a Defesa Civil do Estado. Na região entre Capão do Leão e Pelotas, um trem descarrilou em consequência do alagamento dos trilhos, sobre a Rodovia BR-392.

O maquinista, cujo nome não foi divulgado, está desaparecido, segundo a Defesa Civil.

Já Vilmar da Silva Grillo foi encontrado sem vida dentro de sua casa, que estava alagada, em Corrientes, na região de Turuçu, a cidade mais afetada pela chuva. Ainda não há informações sobre o que teria causado a morte da vítima.

Santa Catarina

A forte chuva desta quarta-feira também danificou o telhado do prédio do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis (SC), alagando o saguão. Uma das calhas que recolhe água do telhado teria se rompido. A água invadiu as lojas de venda de passagens das empresas aéreas TAM e Gol, além de uma agência de viagens instalada dentro do aeroporto e a nova sala de embarque.

AE/Guto Kuerten/Agência RBS
Uma das calhas que recolhe água do telhado teria se rompido

Previsão do tempo

A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, enviou alerta de chuva forte às defesas civis dos Estados de Goiás, Amazonas, Paraná, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Amapá, Rondônia, Acre, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. O alerta é válido até o fim desta quinta-feira.

As pancadas de chuva podem ser acompanhadas de descargas elétricas e de ventos com velocidades entre 40 e 60 km/h, principalmente nas regiões oeste, noroeste, centro-sul e Triângulo Mineiro.

Os alertas preventivos emitidos para Rondônia, Pará, Acre, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro foram baseados em informações do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec). Os demais alertas tiveram como base as informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e do Cptec.

Leia também:

Leia mais sobre: chuvas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.