TRE-DF julga amanhã ação contra Arruda por infidelidade partidária

SÃO PAULO - O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) do Distrito Federal deve julgar amanhã a ação do procurador regional Renato Grill de Góes que pede a cassação do mandato do governador licenciado José Roberto Arruda (sem partido) por infidelidade partidária. O relator do caso é o desembargador Mário Machado. Se o TRE-DF votar à favor da perda do mandato, a ação ainda terá de passar pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Valor Online |

Em 2007, uma resolução do TSE determinou que os mandatos pertencem aos partidos. O DEM, contudo, não recorreu à Justiça Eleitoral para ter o mandato de volta. Por isso, a ação foi apresentada pelo procurador regional.

Arruda foi pressionado pelos integrantes do DEM a abandonar o partido após o surgimento das denúncias de que comandava um esquema de corrupção no governo do DF que envolvia o pagamento de propina para parlamentares distritais.

Além disso, o governador licenciado é alvo de dois pedidos do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que seja processado criminalmente. A Câmara Legislativa do Distrito Federal também analisa um processo de impeachment contra Arruda, que está preso na Polícia Federal desde o dia 11 de fevereiro.

(Fernando Taquari | Valor)

    Leia tudo sobre: arruda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG