Trechos de pelo menos sete cidades do Rio de Janeiro estão sem energia elétrica

A forte chuva que atingiu o Estado do Rio de Janeiro provocou graves danos à rede de distribuição de energia elétrica. Segundo informações das companhias de abastecimento, trechos das cidades de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Araruama, Saquarema e Rio de Janeiro estão sem luz.

iG São Paulo |


Arte iG

A Ampla afirma que, em razão das chuvas incessantes, áreas que já haviam tido o reestabelecimento normalizado foram novamente comprometidas no fim da noite de quarta-feira. Um novo deslizamento de terra atingiu pelo menos 50 casas no Morro do Bumba, em Niterói. Os bombeiros acreditam que até 200 pessoas estão soterradas . Já passa de 150 o número de mortos .   

Helio Motta
Morro do Bumba, onde deslizamento pode ter soterrado cerca de 200 pessoas

Segundo a Ampla, em Niterói, os bairros mais prejudicados são Largo da Batalha, Santa Bárbara, Pendotiba, Itaipu e Fonseca. Já em São Gonçalo, moradores estão sem energia no Portão do Rosa, Salgueiro, Jardim Catarina e Barro Vermelho.

Na Região dos Lagos, o fornecimento foi cortado em pontos dos municípios de Araruama e Saquarema.

Continuam sem luz também parte dos moradores da Tijuca, Botafogo, São Conrado, Copacabana, Barra da Tijuca e Rio Comprido na cidade do Rio de Janeiro. Segundo informações da Ligth, na noite de quarta-feira, o forncecimento foinormalizado nos bairros de Piedade, Jardim Botânico, Gávea e Morro dos Prazeres.

Postes enterrados

A Ampla afirma que os técnicos da empresa encontram dificuldade para reetabelecer a energia porque, em diversas áreas, postes e a fiação elétrica foram completamente derrubados e soterrados.

Por meio de nota, a empresa diz que está priorizando as situações de maior risco, como hospitais e escolas que receberam os desabrigados e regiões em que houve as ocorrências mais graves, como os grandes deslizamentos de terra.

Desde a noite de segunda-feira, conforme a Ampla, maiss de 800 pessoas trabalham para normalizar o abastecimento, mas ainda não há previsão de quando isso deve acontecer. A empresa entende a cobrança dos consumidores que ainda não tiveram o fornecimento normalizado, mas pede compreensão à população em razão da gravidade do episódio, diz a companhia.

Pagamamento de conta

A Light e Ampla afirmam que os clientes que não conseguiram pagar as contas de energia por causa do temporal têm até a próxima sexta-feira, 9 de abril, para quitar a fatura sem a cobrança de multa e juros. A partir desta data, serão cobradas normalmente as multas por atraso.


Dramas e relatos

Leia também:

Leia mais sobre: chuvas


    Leia tudo sobre: rio de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG