TRE suspende transferência de fundo partidário do PP

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovou as contas apresentadas pelo Partido Progressista (PP) referentes aos exercícios de 2001 e 2003, em sessão plenária realizada ontem. Com a decisão, foi suspensa a transferência de novas cotas do fundo partidário ao diretório regional do partido, até que a legenda regularize a situação.

Agência Estado |

De acordo com informações do TRE-SP, as contas do PP foram reprovadas pois o partido não transitou valores em conta bancária, recebeu recursos de origem não identificada e utilizou a verba do fundo partidário para pagamento de pessoal em valor superior ao limite permitido pela lei.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG