Nove dias depois de ter o mandato cassado, o prefeito de Alagoinha do Piauí (PI), Clodoaldo de Moura Rocha (PT), retornou ao cargo por força de uma liminar concedida pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Raimundo Eufrásio Alves. O prefeito foi acusado de compra de votos e abuso de poder econômico e, depois disso, sumiu do município trancando a prefeitura e levando as chaves.

O desembargador diz que a sentença de primeiro grau contraria resolução do Conselho Nacional de Justiça e normas do Tribunal Eleitoral. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.