Tamanho do texto

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo cassou hoje o mandato de três vereadores por infidelidade partidária. Anísio Gobbo, eleito por Taquarituba, no interior do Estado, e Eduardo Valério da Silva, por Francisco Morato, na Grande São Paulo, deixaram o PSDB para ingressar no PPS.

O terceiro alvo foi Jason Roberto de Abreu, do PP de Paulistânia.

Os juízes da Corte consideraram que a troca de partido ocorreu sem justa causa. Os três ainda podem recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Agora, chega a 32 o total de vereadores que perderam seus cargos no Estado desde que o TSE definiu que o mandato pertence ao partido e não ao político.