TRE anula eleição do prefeito de Guapimirim-RJ

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) anulou hoje, por unanimidade, a eleição para prefeito de Guapimirim, cidade da região serrana fluminense cujos eleitores votaram na reeleição do prefeito, Nélson do Posto (PTC), mas elegeram seu sobrinho, Júnior do Posto (PTC). Júnior substituíra o tio um dia antes da eleição, porque as contas do titular foram condenadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Agência Estado |

Empossado com liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Júnior manteve todos os secretários da gestão anterior, à exceção da principal pasta, a Secretaria de Governo, para o qual nomeou Nélson. Com a decisão de hoje, porém, Júnior perderá o cargo logo que a decisão for publicada, no dia 12. Só outra liminar do TSE poderá salvar seu mandato.

Além da briga pelo Poder Executivo, na Câmara Municipal a minoria, da base governista, venceu a maioria na eleição para a Mesa Diretora, devido a uma regra interna do Legislativo local que é questionada por opositores. Agora, se Júnior realmente tiver o mandato cassado, acontecerá nova eleição no município. Até lá, porém, a cidade será governada por um aliado de Júnior e Nelson: o presidente da Câmara, Érico Schroll (PMDB), eleito segundo a norma contestada pelos opositores de Nélson.

A série de confusões começou na véspera da eleição, com a impugnação do registro da candidatura à reeleição de Nélson. Júnior o substituiu como candidato, mas não houve tempo para seu nome entrar na urna eletrônica - nem para que fizesse campanha para informar aos eleitores a troca. Os votos em Nélson foram computados para Júnior.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG