O ator John Travolta está entre as testemunhas que serão convocadas para depor nas Bahamas no julgamento que começa hoje e que tem como réus duas pessoas acusadas de extorquir US$ 25 milhões do artista. Um motorista de ambulância, Tarino Lightbourne, e um ex-senador das Bahamas, Pleasant Bridgewater, são acusados de chantagear o ator para não divulgar documento que relatava os tratamentos que o filho deste, Jett Travolta, sofria.

O juiz do caso disse que deve convocar Travolta. O julgamento será em Nassau, capital das Bahamas, onde morreu Jett em janeiro, na propriedade da família na ilha de Grand Bahama. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.