Surpresa em Dobro - Brasil - iG" /

Travolta encontra Robin Williams em Surpresa em Dobro

O ator John Travolta volta a atuar sob a direção de Walt Becker, como fizera há três anos em Motoqueiros Selvagens, novamente numa comédia, Surpresa em Dobro. O filme estreia em circuito nacional em cópias dubladas. É um filme em família, ao menos para Travolta, já que estão no elenco sua mulher, Kelly Preston, e a filha, Emily Bleu Travolta, de 10 anos. Mas, ao menos na história, as duas estão ligadas ao seu parceiro no filme, Robin Williams (Uma Noite no Museu 2).

Reuters |

Sócios numa firma de marketing esportivo, Charlie (Travolta) e Dan (Williams) estão para fechar o negócio de suas vidas com uma firma japonesa. Bem nessa hora, reaparece Vicki (Kelly Preston), com quem Dan teve um casamento-relâmpago em Las Vegas, sete anos atrás. O motivo: ela vai cumprir uma rapidíssima pena na prisão, de duas semanas, por um contravenção menor, e não tem com quem deixar os gêmeos que Dan nunca tinha sido informado de ter concebido: Emily (Ella Bleu Travolta) e Zach (Conner Rayburn).

Divulgação

John Travolta e Robin Williams são sócios em apuros na comédia "Surpresa em Dobro"


Sem nenhum jeito com crianças, os dois sócios vão se enrolar bastante e até ficar na pior com os japoneses. Até aí, tudo bem - afinal, toda comédia pode aproveitar uma série de desastres. O problema é que aqui se recorre a uma escatologia mediana, para não chocar o público-família que é o seu alvo, e acaba dando bem errado. Exemplo: uma constrangedora série de golpes abaixo da cintura de Dan contra os indefesos japoneses num campo de golfe, num dia em que as crianças embaralharam seus remédios e ele está com problemas de visão.

Travolta acaba tendo um pouco mais de sorte - as cenas mais constrangedoras ficam todas mesmo para Williams. Mas, no balanço geral, o filme se ressente de falta de leveza, da mão pesada na direção, das piadas físicas primárias. Nem as crianças se salvam - estão amarradas em situações em que elas só podem parecer chatas.

Decididamente, é tempo de o talentoso e carismático astro John Travolta rever suas escolhas profissionais. Quem sabe é hora de recorrer novamente a Quentin Tarantino, que o reinventou em "Pulp Fiction" (1994)?

Outra certeza é que alguma nuvem sinistra pairava sobre esta produção. Seu lançamento nos cinemas nos EUA foi adiado um ano (aconteceu em novembro de 2009) por conta de duas mortes ¿ de um dos atores, Bernie Mac ("Onze Homens e um Segredo"), que atuou aqui pela última vez, e do filho de Travolta, Jett. Além disso, Robin Williams teve problemas de saúde e foi submetido a uma cirurgia de emergência. A distribuidora Disney não confirmou se haverá também cópias legendadas.

Conheça as outras estreias desta semana:

Leia mais sobre: John Travolta , Robin Williams

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG