RIO DE JANEIRO - A Petrobrás vai importar 1,8 bilhão de litros de um diesel mais limpo, chamado S50, com 50 partes por milhão (ppm) de enxofre, para atender as frotas metropolitanas de transporte público em São Paulo e no Rio de Janeiro em 2009. Como o combustível é em torno de 10% mais caro do que o comercializado no país, esta diferença será passada para o bolso do consumidor, informou o diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, em coletiva de imprensa no final da tarde desta terça-feira no Rio de Janeiro.

A medida de adoção do diesel S50, no entanto, não deverá se reverter em um amplo benefício ambiental para as duas cidades. Isso porque, com os motores atuais existentes no país, o diesel S50 só reduz as emissões de gases poluentes em torno de 5%, e não em 70%, como ocorreria se os motores já estivessem adaptados a este combustível.

Costa argumentou que há distorções na interpretação que vem sendo feita do acordo firmado no último dia 30, entre a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Petrobrás, o Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Segundo ele, a resolução de número 315 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), datada de 2002, previa apenas que fossem reduzidas as emissões de gases poluentes, mas não especificava o tipo de diesel ou de motor a ser adotada no país.

Apenas na regulamentação desta norma do Conama, feita pela Agência Nacional do Petróleo em outubro de 2007, foi especificada a necessidade de adoção do diesel S50, que na prática significa que o volume de emissões deverá ser de 50 partes por milhão (ppms), em substituição aos 20 mil ppms e 500 ppms hoje existentes respectivamente no diesel do interior do País e das grandes regiões metropolitanas.

O S50 será estendido para as frotas de transporte público de Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador entre outubro de 2009 e janeiro de 2010. Já Fortaleza, Belém e Recife terão 100% de sua frota utilizando diesel S50 em maio de 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.