Transplante de intestino será autorizado no País

O Ministério da Saúde decidiu autorizar a realização de transplantes de intestino no País. As cirurgias deverão ocorrer em centros especializados aprovados pela pasta, com financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Agência Estado |

O procedimento, utilizado como tratamento nos Estados Unidos desde 2000, hoje não é realizado no Brasil, nem mesmo em hospitais privados, tal a sua complexidade e custo.

Segundo Rosane Nothen, coordenadora do Sistema Nacional de Transplantes, o procedimento será implantado inicialmente em caráter experimental, por meio de projeto-piloto que deverá ser encabeçado pelo Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). A expectativa, afirma Rosane, é que os primeiros pacientes sejam operados já no início do próximo ano. A pasta promete ainda estruturar uma rede de atenção para pessoas que têm as funções intestinais comprometidas.

A necessidade do transplante de intestino é rara - dados de literatura médica internacional apontam demanda de 1 a 3 pacientes por milhão de habitantes por ano - mas ele beneficia principalmente as crianças - elas são 70% dos pacientes candidatos ao procedimento.

O intestino é responsável pelo transporte, digestão e absorção de nutrientes, entre outras funções. A falência do órgão pode ser causada por malformações congênitas, doenças que impedem o intestino de absorver nutrientes, torções, problemas circulatórios e câncer, além de traumas. Os pacientes deixam de comer normalmente e têm de receber nutrição especial, por meio de soluções de nutrientes administradas pela veia (nutrição parenteral). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG