De Olho Nas Contas¿. Para ele, a iniciativa é ¿louvável¿, mas não foi uma surpresa. A maior transparência dos gastos públicos é um caminho sem volta, afirma. Todos os políticos vão começar a fazer isso. Não porque são bonzinhos, mas porque há um movimento geral nesse sentido¿." / De Olho Nas Contas¿. Para ele, a iniciativa é ¿louvável¿, mas não foi uma surpresa. A maior transparência dos gastos públicos é um caminho sem volta, afirma. Todos os políticos vão começar a fazer isso. Não porque são bonzinhos, mas porque há um movimento geral nesse sentido¿." /

Transparência Brasil elogia divulgação de salários e espera que outros sigam exemplo

O coordenador de projetos da ONG Transparência Brasil, Fabiano Angélico, elogiou a publicação dos nomes e salários dos servidores públicos municipais de São Paulo no portal ¿http://deolhonascontas.prefeitura.sp.gov.br/index.htm target=_blankDe Olho Nas Contas¿. Para ele, a iniciativa é ¿louvável¿, mas não foi uma surpresa. A maior transparência dos gastos públicos é um caminho sem volta, afirma. Todos os políticos vão começar a fazer isso. Não porque são bonzinhos, mas porque há um movimento geral nesse sentido¿.

Bruno Rico, repórter do Último Segundo |


Fabiano Angélico espera que outras prefeituras e órgãos, como a Câmara dos Vereadores e o Tribunal de Contas, sigam o exemplo. Para ele, a imprensa e as ONGs são os maiores interessados na iniciativa. Ele explica que tais dados permitem estudar e entender como as prefeituras gastam seus recursos.

De acordo com a Transparência Brasil , uma das formas mais comuns de corrupção ocorre mediante contratação de funcionários não concursados. Fabiano Angélico afirma que tais cargos podem servir de moeda de troca política. Com o novo site, "já é possível saber quantos funcionários foram contratados por concurso público e quantos foram contratados por indicação".

Outro exemplo da utilidade das informações, segundo Fabiano Angélico, é o estudo de como são usados os recursos das secretarias municipais. Pode-se analisar, por exemplo, de que forma o dinheiro está sendo gasto com "mobilidade urbana". Será que os gastos da CET são bem utilizados? Será que se gasta muito com serviços de guincho e pouco com ciclovias?, questiona.

Mas Fabiano Angélico aponta alguns defeitos no site. É necessário que a prefeitura faça um ajuste dos dados. Já vimos casos de, por exemplo, um professor que recebeu R$ 143 mil neste mês. Depois, foi-se ver que o montante não refletia o salário dele, mas outros ganhos. O ideal seria detalhar melhor

Ele afirma que os dados devem ser colocados historicamente. "A ideia não é visualizar dados, e sim recolhê-los. Para isso, é importante pensar em um mecanismo de busca. Temos cerca de 150 mil servidores. É muito difícil recolher as informações à mão e um sistema de busca não é difícil de fazer.

Leia mais sobre: Kassab

    Leia tudo sobre: corrupçãopolíticatransparência brasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG