Transatlântico com 338 brasileiros a bordo sofre incêndio na costa do Uruguai

RIO DE JANEIRO ¿ Um incêndio atingiu o transatlântico Costa Romântica, da empresa Costa Cruzeiros, na noite desta quarta-feira quando o navio passava pela costa da cidade de Punta del Este, no Uruguai. Segundo a companhia responsável pelo transatlântico, o incêndio ocorrido na sala de máquinas teve início a partir de um problema em um dos quatro geradores elétricos do Costa Romântica.

Redação |

"Houve um problema nos geradores, um reaquecimento, e depois aconteceu o incêndio", explicou nesta quinta-feira à emissora de rádio uruguaia "Carve" o capitão de navio Álvaro Guinea, autoridade naval do Departamento de Maldonado.

O navio partiu do porto do Rio de Janeiro na última segunda-feira com destino à Buenos Aires, capital da Argentina, onde deveria aportar nesta quinta-feira. A empresa responsável pelo cruzeiro informa que 1.479 passageiros, sendo 338 brasileiros, estão a bordo do transatlântico.

Divulgação

O transatlântico tem capacidade para 1.680 passageiros e 590 tripulantes

De acordo com a nota enviada à imprensa pela Costa Cruzeiros, o incêndio foi de pequenas proporções e rapidamente controlado. Nenhum passageiro ou membro da tripulação ficou ferido. O sinal de emergência do navio não precisou ser acionado.

O incidente gerou fumaça em alguns pontos do Costa Romântica e um blecaute, devido à interrupção da energia elétrica. Segundo a Costa Cruzeiros, o capitão do navio informou aos passageiros o que havia acontecido e adotou as medidas de segurança necessárias, bem como implantou os devidos processos de assistência a bordo.

O Costa Romântica encontra-se ancorado a cerca de sete milhas náuticas da costa uruguaia, o equivalente a três quilômetros, para avaliação dos danos e reparos necessários. Embora esteja sendo feita a análise técnica para identificar quando será possível restabelecer a navegação, ainda não há possibilidade de informar quais serão os procedimentos adotados para o prosseguimento da viagem.

*com informações da agência EFE

Veja também:

Leia mais sobre: cruzeiros

    Leia tudo sobre: cruzeirocruzeirosnavionavios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG