Tragédia deixa 80 famílias sem-teto no Amazonas

Governo anuncia ajuda a 400 pessoas que perderam casas. Prefeito decreta emergência em São Paulo de Olivença

Eduardo Asfora, iG Amazonas |

Um deslizamento de terra, na madrugada da ultima segunda (11), deixou 80 famílias desabrigadas, aproximadamente 400 pessoas, em São Paulo de Olivença (a 988 quilômetros de Manaus). Mais de 60 casas, na Rua Tenreiro Aranha, bairro Benjamin Constant, na orla do município, desabaram após um trecho de 500 metros de asfalto ceder.

O principal problema enfrentando pelos desabrigado é a falta de água potável, escassa na região. A Defesa Civil Municipal continua realizando cadastro das pessoas atingidas pelo desabamento e retirando aquelas pessoas que ainda correm risco. Até ontem, mais de 130 famílias foram cadastradas.

Terras caídas

A causa mais provável é o fenômeno de terras caídas, que acontece quando as águas dos rios provocam o desprendimento das terras das margens, fazendo com que elas vão para outros lugares.
Este foi o terceiro acidente dessa natureza no município. Os dois primeiros foram em julho e em agosto. De acordo com a Defesa Civil de São Paulo de Olivença, mais de 103 famílias já estão cadastradas e devem começar a receber recursos financeiros do Governo no início da semana.

Emergência

O prefeito Raimundo Nonato decretou estado de emergência na cidade e solicitou ajuda da Defesa Civil Estadual para resolver o problema, pois outras casas correm risco de desabamento. Por precaução, as famílias estão sendo retiradas.

“Nós já pedimos apoio ao governador Omar Aziz, e ele me garantiu que vai dar todo o suporte. Primeiramente, 33 famílias vão receber ajuda financeira,” relatou. Todas as pessoas atingidas pelos deslizamentos estão abrigadas em casas de parentes e em escolas do município.

De acordo com Raimundo, a situação melhorou um pouco, mas técnicos e geólogos do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) estão no município fazendo a inspeção do local. “Não sabemos ainda se estas famílias vão voltar ao local ou serão transferidas. Estamos estudando ainda a possibilidade de retirar mais casas da área. A decisão será tomada após a conclusão do relatório,” concluiu o prefeito.


    Leia tudo sobre: amazonasdeslizamento de terradesabrigadostragedia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG