Traficantes usam cobras para proteger drogas na Bahia

Depois de seis meses de investigações, a Polícia Civil baiana descobriu, no bairro periférico de Pirajá, em Salvador (BA), um centro de distribuição de drogas para pontos de venda da região. No local, onde uma academia de ginástica camuflava a operação, os agentes encontraram cerca de 50 quilos de maconha, armas e munição.

Agência Estado |

As drogas eram protegidas - tanto de policiais quanto de curiosos, já que o movimento de pessoas no local era intenso - por duas jibóias.

As cobras deram trabalho aos policiais, que só conseguiram removê-las usando cabos de vassoura. Os animais foram encaminhados para a sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na capital baiana. Quatro pessoas foram presas em flagrante.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG