Traficantes são transferidos de avião do Rio para MS

Sete traficantes de drogas que estavam presos na Penitenciária de Bangu 1, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foram transferidos na manhã deste domingo (21) para o presídio de segurança máxima federal da cidade de Campo Grande (MS). Os presos foram levados da penitenciária do Rio para a sede do Comando Aéreo Regional (Comar), junto ao Aeroporto Santos Dumont, em um comboio de dez carros.

Agência Estado |

A viagem para a capital de Mato Grosso do Sul está sendo feita em um avião da Polícia Federal.

A transferência dos presos foi autorizada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro atendendo ao pedido da Secretaria de Segurança Pública do Estado, uma vez que os traficantes, de dentro do presídio, continuavam tendo voz de comando junto às suas quadrilhas. Sem identificar quais, a Secretaria de Segurança admite que quatro dos presos teriam participado indiretamente da invasão ao Morro dos Macacos, na zona Norte da cidade, ocorrida em 17 de outubro. Durante a invasão, traficantes do morro São João, vizinho ao que foi invadido, derrubaram um helicóptero da Polícia Militar, provocando a morte de três militares.

Entre os sete presos três deles - Marcos Marinho dos Santos (Chapolim), Levi Batista da Penha (Baby) e Marcelo Fonseca de Souza (Marcelo Xará) - participaram da rebelião em Bangu 1, no mês de setembro de 2002, quando foram assassinados Ernaldo Pinto Medeiros, o Uê, e três de seus comparsas. Da rebelião participou ainda Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, de cuja quadrilha Chapolim faz parte.

Os outros presos transferidos neste domingo são: Wilton Carlos Rabello Quintanilha (Abelha); Odir dos Santos (Odir da Vila do João); Bruno da Silva Loureiro (Coronel); e Marcio Batista da Silva (Dinho Porquinho).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG