RIO DE JANEIRO - Dez traficantes que estavam presos no Rio foram transferidos na manhã deste sábado para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A transferência foi pedida pela Secretaria de Segurança e autorizada na noite de sexta-feira pelo Tribunal de Justiça.

Todos os transferidos pertencem à facção criminosa que tentou invadir o Morro dos Macacos no fim de semana passado, quando bandidos derrubaram um helicóptero da Polícia Militar.

AE
Operação do Bope na Vila Cruzeiro na tarde de sexta-feira

O percurso até o aeroporto do Rio de Janeiro mobilizou cerca de 20 caminhonetes e patrulhas da Polícia, e esteve em meio a fortes medidas de segurança, que se repetiram no aeroporto de Campo Grande, a cerca de 2 mil quilômetros.

A tentativa de invasão desencadeou uma onda de violência na cidade, que provocou a morte de 42 pessoas até a noite desta sexta.

A secretaria não informou por quanto tempo os presos ficarão em Campo Grande. Os traficantes, chefes do crime organizado em vários morros, serão levados ao presídio de segurança máxima em um avião da Polícia Federal.

O objetivo da Secretaria de Segurança é isolar alguns dos principais líderes do crime organizado do Rio e evitar que tenham contato com criminosos que estão nos morros e planejem novas invasões.

(*Com informações das agências Estado, EFE e Brasil)

Leia também:

Leia mais sobre: Rio de Janeiro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.