traficante Fábio Barbosa de Moura, de 37 anos, o Fabinho do Salgueiro, do Morro do Salgueiro, na Tijuca, na zona norte do Rio, local onde ele comandou o tráfico de drogas por 10 anos. Ele foi morto na quarta-feira por policiais, dentro apartamento de onde comandava o tráfico, em uma das ruas de acesso à favela." / homenagens em velório no Rio de Janeiro - Brasil - iG" / traficante Fábio Barbosa de Moura, de 37 anos, o Fabinho do Salgueiro, do Morro do Salgueiro, na Tijuca, na zona norte do Rio, local onde ele comandou o tráfico de drogas por 10 anos. Ele foi morto na quarta-feira por policiais, dentro apartamento de onde comandava o tráfico, em uma das ruas de acesso à favela." /

Traficante ganha homenagens em velório no Rio de Janeiro

Velório no morro com 200 pessoas, tiros para o alto e comércio fechado. Assim foi a despedida do http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/02/03/chefe+do+trafico+de+drogas+no+morro+do+salgueiro+morre+em+confronto+com+a+pm+9386258.htmltraficante Fábio Barbosa de Moura, de 37 anos, o Fabinho do Salgueiro, do Morro do Salgueiro, na Tijuca, na zona norte do Rio, local onde ele comandou o tráfico de drogas por 10 anos. Ele foi morto na quarta-feira por policiais, dentro apartamento de onde comandava o tráfico, em uma das ruas de acesso à favela.

Agência Estado |

AE

Vigia armado em uma das entradas
 do Morro ao lado de uma bandeira
preta em sinal de luto nesta quinta

Nesta quinta-feira no morro, que é o berço da escola de samba do mesmo nome, duas faixas pretas foram hasteadas. "A comunidade está triste. Apesar da vida que ele seguia, as pessoas gostavam dele. Ele não mexia com ninguém, distribuía cestas básicas e doces no dia de Cosme e Damião", recordou o presidente da Associação dos Moradores do Salgueiro, José Roque.

Fabinho respondia a processos na 23ª Vara Criminal da Capital por tráfico de drogas, formação de quadrilha e incentivo ao uso de entorpecentes. O traficante foi preso em 2006, mas saiu da cadeia no mesmo ano. A PM afirmou que ele foi encontrado por policiais após um telefonema anônimo ao Disque Denúncia.

De acordo com os policiais, o traficante atirou assim que abriu a porta. Uma pistola calibre 40 e duas granadas foram apreendidas. Moradores do morro afirmam que Fabinho foi morto com tiros nas costas.

No dia da morte do traficante, a ordem para que os comerciantes fechassem as porta antecipou o final do expediente em várias ruas da Tijuca. Hoje, apenas as sete lojas próximas ao acesso ao Salgueiro não abriram.

A saída do carro da funerária da favela foi marcada por tiros para o alto disparados por traficantes. "Isto é para descarregar o ódio", disse um dos criminosos pelo radiotransmissor. Viaturas da PM reforçavam o policiamento em todos os acessos ao Salgueiro, mas não houve confronto. Quatro ônibus foram alugados para levar os moradores do morro ao enterro nesta tarde, no Cemitério do Caju, na zona portuária da cidade.

Leia mais sobre: tráfico

    Leia tudo sobre: tráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG