Os cerca de 3 mil metalúrgicos da unidade da Bosch fornecedora de tecnologia e serviços automotivos, instalada na Cidade Industrial de Curitiba, retornaram hoje pela manhã ao trabalho, após 48 horas de paralisação. Eles deveriam ter retornado ao trabalho na segunda-feira, depois de dez dias de licença remunerada.

Para retomar o serviço, os metalúrgicos pediam estabilidade por um ano e recontratação de 826 demitidos no dia 18 de junho.

Apesar de a proposta da empresa ser inferior ao que era pedido, eles optaram pelo fim da paralisação. A Bosch concederá aos demitidos dois salários base para quem tinha até 15 anos de empresa, dois salários e meio para quem tinha até 20 anos e três salários para os que tinham mais de 20 anos. Para os que permanecem, há compromisso de estabilidade por três meses. "Esta garantia está vinculada à aplicação de esforços conjuntos da empresa e do sindicato para a instituição de banco de horas como mecanismo de flexibilização do trabalho, frente a eventual agravamento da conjuntura econômica", disse a empresa em um comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.