Total de vítimas de bala perdida no Rio cai 15%, diz ISP

Dezesseis pessoas morreram vítimas de balas perdidas no ano passado no Rio de Janeiro. Ao todo, 236 foram atingidas por tiros sem que se soubesse de onde eles partiram, segundo relatório divulgado hoje pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Segurança.

Agência Estado |

O número, de acordo com a entidade, é 15,4% inferior ao registrado no mesmo período de 2007, quando 279 pessoas foram vítimas de balas perdidas - destas, 21 morreram.

Os dados coletados pelo ISP demonstram que a capital fluminense foi a região do Estado onde houve mais ocorrências de bala perdida, com 12 mortes e 169 atingidos por tiros, seguido pela Baixada Fluminense, com quatro mortes e 35 baleados. Na maior parte dos casos de morte (31,3%), as vítimas são de adultos entre 30 e 59 anos, seguido dos adolescentes de 12 a 17 anos (18,8%). Dos mortos, 62,5% são homens.

Outro índice divulgado pelo instituto é o fato de não haver identificação de algum crime próximo ao local da ocorrência analisado em que poderia ter havido ação armada de qualquer natureza. Em 75% dos casos onde houve mortes não há menção a este tipo de acontecimento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG