Tornozeleira eletrônica para preso passa em teste no RS

Quinze detentos dos albergues Miguel Dario e Instituto Penal de Viamão participaram voluntariamente durante um mês dos testes

AE |

selo

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) do Rio Grande do Sul concluiu na sexta-feira os testes com tornozeleiras em presos do regime aberto. O superintendente substituto do órgão, Afonso Auler, afirmou que o teste se mostrou eficaz, apenas com a necessidade de alguns ajustes. Porém, segundo ele, sem falhas.

Auler acrescentou que a previsão para este ano é de que sejam utilizadas 200 tornozeleiras. Em 2011 o Estado deve adquirir mais 800 e, a cada ano, mais mil unidades, para atingir 5 mil até 2014.

De acordo com a Susepe, subordinada à Secretaria da Justiça e da Segurança (SJS), 15 detentos dos albergues Miguel Dario e Instituto Penal de Viamão participaram voluntariamente durante um mês dos testes e revelaram que se sentiram mais vigiados, apesar de manter a mesma rotina diária.

A Susepe prevê para a primeira quinzena de agosto a publicação do edital para licitação da compra dos equipamentos. Inicialmente, as tornozeleiras deverão ser utilizadas em detentos da Grande Porto Alegre, mas presos de qualquer região do Rio Grande Estado poderão usá-la.

    Leia tudo sobre: tornozeleirario grande do sulsegurança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG