Diamantes, esmeraldas e outros tesouros invadiram o museu londrino Victoria and Albert para uma exposição dedicada aos marajás, os últimos soberanos indianos convertidos hoje nos guardiães da identidade de um povo.

A exposição, que será aberta a partir de sábado, mostrará a vida dos reis do subcontinente num momento crucial de sua história: do declive do império mongol no século XVIII, que desencadeou guerras entre marajás, até a independência da Índia em 1947.

elm/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.