Tina Turner volta à ativa aos 69 anos e brilha nas alturas

NOVA YORK ¿ A volta aos palcos de Tina Turner repetiu a fórmula extravagante de sucesso da cantora de R&B. Turner, de 69 anos, foi suspensa por quase 10 metros de altura diante de uma platéia de 15 mil pessoas num elevador hidráulico. E usando saltos de 12 centímetros.

Reuters |

Tina no Grammy 2008 / Getty Images

Além da idade, ela teve uma gripe bastante forte antes do show no Madison Square Garden, em Nova York, no dia 1o de dezembro. No entanto, ela nem pensou em cancelar a apresentação.

O show teve o que já se esperava: várias trocas de roupa, truques no palco, dançarinos em trajes sumários, celebridades na platéia (Anne Hathaway, entre elas) e entreatos homoeróticos que causaram espanto nos espectadores, como no momento em que um ator finge invadir o palco e "apanha" de um falso guarda-costas.

O repertório foi um mistura bem feita de hits, como a música-tema de "007 contra Goldeneye", e canções menos conhecidas. Ao cantar os clássicos, Turner mostrou que sua voz continua ótima, em "River Deep, Mountain High", "What's Love Got to do With it?" e "Private Dancer". Depois, a cantora apresentou uma série de covers, entre eles "Help", dos Beatles.

Ao fim, quando foi erguida pelo elevador hidráulico, Turner deixou claro que vai viver mais do que a maioria de nós, ainda brilhando tanto quanto as lantejoulas de seu vestido.

Leia mais sobre: Tina Turner

    Leia tudo sobre: tina turner

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG