Tietê é acusada de tirar moradores de rua da cidade

Uma van do serviço social da prefeitura de Tietê, a 155 km de São Paulo, foi flagrada hoje quando desembarcava moradores de rua na cidade vizinha, Porto Feliz, região de Sorocaba. Os seis homens, alguns com sacolas e sacos de roupa, foram deixados numa rua na periferia da cidade e saíram andando a esmo.

Agência Estado |

A ação foi registrada pela câmera do celular de um comerciante, que, revoltado, procurou a prefeitura. Policiais abordaram alguns dos indigentes e eles disseram terem sido obrigados a embarcar na van.

O prefeito Claudio Maffei (PT) se disse "indignado" com o fato. "Não acho justo. Em vez de resolver o problema das pessoas na própria cidade, transferir para outra prefeitura?", indagou. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o crime de cerceamento do direito de ir e vir. O diretor do serviço de assistência social de Tietê, Alexandre Mazzucatto, confirmou terem sido transportados seis desempregados para a cidade vizinha, mas alegou que eles tinham solicitado o transporte. Segundo ele, os homens tentariam conseguir emprego numa usina de asfalto que opera em Porto Feliz.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG