BRASÍLIA (Reuters) - A Comissão Mista de Orçamento aprovou nesta quarta-feira o texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem. Ainda nesta noite ou nos próximos dias os parlamentares vão votar os 161 destaques e depois o texto segue para o plenário. Uma série desses destaques já está prejudicada porque eles propõem mudanças que já foram acatadas pela relatora, disse o deputado Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS), presidente da comissão, referindo-se ao relatório da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT).

A LDO, que traz as diretrizes para a confecção do Orçamento da União de 2009, tem que ser votada até dia 18 de julho, caso contrário os parlamentares não poderão cumprir o recesso, marcado para ter início naquele dia.

Já a votação do Orçamento tem que ser realizada até o fim do ano, caso contrário há restrições para os gastos do governo.

Para o deputado Luciano Castro (RR), líder do PR na Câmara, 'todo ano é a mesma coisa, os parlamentares deixam para a última hora, mas não temos atrasos porque, em função do recesso e do ano eleitoral, todos sabem da importância de apressar a tramitação'.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.