Testamento de Clodovil prevê instituição para órfãs

O testamento do deputado Clodovil Hernandes (PR-SP) prevê a criação da Fundação Isabel, uma homenagem à sua mãe adotiva, que deverá criar as chamadas Casas Clô. De acordo com a advogada e testamenteira de Clodovil, Maria Hebe Pereira de Queiroz, o objetivo das Casas Clô será abrigar e educar meninas órfãs.

Agência Estado |

"Ele queria dar de educação elementar até o ensino universitário", afirmou.

Segundo Maria Hebe, Clodovil tinha parentes, mas não quis nomeá-los herdeiros. Ele também tem valores a receber, referentes a ações contra emissoras de televisão. Uma era contra a Rede Bandeirantes, no valor de R$ 700 mil. Contra a Rede TV!, ele perdeu em primeira instância, ganhou em segunda, mas ainda cabe recurso. Neste caso, o valor pode chegar a R$ 2 milhões, afirmou a advogada.

Já o famoso brinco de diamantes de Clodovil será vendido e o dinheiro revertido para sua fundação. A casa onde Clodovil morava em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, deverá ser aberta para visitação, com cobrança de ingressos, cujo dinheiro será revertido ao município ou às Casas Clô. Além disso, Clodovil tinha uma casa na Granja Viana, na capital paulista, mas a advogada afirmou acreditar que o imóvel será vendido para pagar altas dívidas de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG