terremoto de 5,2 graus na escala Richter, ocorrido na noite de terça-feira, com epicentro no Oceano Atlântico, a 270 km da capital paulista e a 218 km a sudoeste de São Vicente, foi o maior já registrado no Estado de São Paulo e o 4º maior, no País." / terremoto de 5,2 graus na escala Richter, ocorrido na noite de terça-feira, com epicentro no Oceano Atlântico, a 270 km da capital paulista e a 218 km a sudoeste de São Vicente, foi o maior já registrado no Estado de São Paulo e o 4º maior, no País." /

Terremoto de 5,2 graus foi o maior já registrado em São Paulo; não há feridos

SÃO PAULO - O http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/04/23/tremor_no_litoral_de_sao_paulo_atinge_cinco_estados_bombeiros_nao_registram_vitimas_1282471.htmlterremoto de 5,2 graus na escala Richter, ocorrido na noite de terça-feira, com epicentro no Oceano Atlântico, a 270 km da capital paulista e a 218 km a sudoeste de São Vicente, foi o maior já registrado no Estado de São Paulo e o 4º maior, no País.

Redação com agências |

Agência Estado
Pessoas deixam prédio assustadas com tremor
Pessoas deixam prédio assustadas com tremor
Segundo o US Geological Survey, serviço de monitoramento de terremotos do governo dos Estados Unidos, o terremoto de terça-feira ocorreu a uma profundidade de 10,7 km.

Além de São Paulo, o tremor foi sentido no Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil receberam diversos telefonemas de pessoas assustadas com o tremor, mas não houve registro de vítimas e nem de prejuízo material.

Registros anteriores indicavam que o maior abalo já registrado em São Paulo atingiu 5,1 graus na escala Richter, em 27 de janeiro de 1922, na cidade de Mogi-Guaçu. O terremoto mais forte registrado no País atingiu 6,2 graus na escala Richter - o evento ocorreu em 1955 em Porto dos Gaúchos (MT).

Apenas três segundos

De acordo com o professor do Observatório de Sismologia da Universidade de Brasília (UnB), Jorge Sand França, o fenômeno durou três segundos. França afirmou que a ocorrência não foi inédita, embora tenha sido a primeira registrada este ano.


Terremoto teve epicentro no Oceano Atlântico

Segundo o sismólogo Afonso Vasconcelos, o epicentro do tremor possui um raio de 500km. As cidades mais atingidas, de acordo com ele, foram Guarujá, Santos, Praia Grande e Ilhabela. "É um tremor moderado", diz. O sismólogo ainda afirmou que não existe perigo de tsunami já que as condições geológicas do Brasil não favorecem esse fenômeno.

O tremor foi registrado em uma região incomum, onde não há falhas geológicas ou bordas de placas tectônicas que poderiam ter provocado o abalo. Segundo o geofísico Rafael Abreu, do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), nunca houve um terremoto registrado num raio de 500 quilômetros do epicentro - pelo menos desde 1973, quando o serviço americano começou a catalogar esse tipo de evento ao redor do mundo. Quando vi o registro não acreditei, contou Abreu.

Medições feitas no observatório sismológico de Brasília mostram que, nos últimos dez anos, mais de 5 mil abalos foram registrados no País, sendo 400 deles com magnitude igual ou superior a 3 graus na escala Richter.


Chefe do Observatório Sismológico da UnB, Lucas Barros, mostra a intensidade do tremor / Ag. Brasil

Sentiu o tremor? Mande sua história para o Último Segundo . Em cerca de uma hora foram recebidos mais de 1400 e-mails dos internautas contando o que sentiram.

Veja alguns relatos abaixo:

"Olá, queria informar a vocês que aqui em Antonina, litoral do Paraná , eu tb senti o tremor por uns 10 segundos", Marian Silva.

"Estava em Angra dos Reis ( litoral do Rio de Janeiro), por volta das 21h, quando senti tremor estranho no chão. Os copos tremeram e achei que fosse um caminhão passando na rua. Quando entrei nos sites de notícias, vi o tamanho do acontecimento", conta Robson Jazzigner.

"Estou em Balneário Camboriú  (Santa Catarina) e senti um tremor aqui há pouco tempo atrás, muito provavelmente um pouco depois das 21:00.Durou cerca de 10 segundos. (foi de beixa intensidade mas foi claramente percebido)", diz André Persuhn.

"Após tudo tremer aqui em Ubatuba (litoral de São Paulo), às 21h, o mar agitou!!! Entre 21h e 22h, as ondas cobriram a praia e ficaram barulhentas. Pequeno tsunami?", relata Sérgio.

"Senti o tremor de terra em Peruíbe , que durou por volta de 3 segundos.Estava assistindo TV e senti a cama balançar, olhei para o vidro da estante que também balançava. Os Vizinhos saíram na rua e também relataram o ocorrido", conta Maurício R. Caliman.

"Moro na 9 de Julho (zona sul de São Paulo ), no décimo andar de um prédio. Senti minha cadeira sacudir e o prédio balançar, achei que estivesse ficando louco. Quando pensei em sair correndo o tremor parou e como não vi nenhuma notícia em lugar nenhum fui dormir. Foi a pior sensação da minha vida", diz Rafael Kent.

"Eu e minha esposa estávamos vendo tv na cama, quando sentimos balançar. Nisto assustamos e saímos para o quintal, quando meu sogro também relatou o mesmo. Logo os vizinhos estavam nos ligando para saber o mesmo.Minha mãe que mora na Brasilândia também sentiu o tremor", conta Luiz Sobral, que mora no bairro do Limão , em São Paulo .

"Moro em Osasco , divisa com carapicuiba, em um predio de 4 andares, posso afirmar que tremor durou 3 segundos", diz Leandro Barletta.

"Me chamo Paulo Ferrari, sou administrador de empresas e moro na Vila Rosália em Guarulhos , senti por volta das 21:00hs um tremor em minha casa, sento o monitor do computador balançar por 3 vezes em 15 segundos, até pensei que fosse algo na estrurura da minha casa. depois na tv já deram a informação do tremor."

"Por volta das 21h05, minha esposa sentiu o tremor da terra. Ela estava deitada quando percebeu um forte tremor e me chamou no escritorio. Moramos próximo ao Shopping Anália Franco - Tatuapé . Colegas relatam o memso caso na Vila Ema, Alto da Mooca.", diz Reginaldo Santos.

"Eu estava sentado em minha cama e senti a perna tremer, por uns cinco segundos. Até pedi para minha esposa ver se tinha alguém embaixo da cama", diz Sério Marasco, do Ipiranga , São Paulo .

"Eu estava estudando em uma sala do bloco A do Instituto de Matemática e Estatística da USP, no  Butantã , quando senti a cadeira balançar por uns 10 segundos. Saí no corredor e encontrei um professor que disse que a cadeira dele estava saindo do lugar. Não tivemos dúvidas em sair correndo de lá. Estávamos no segundo andar prédio e quem estava no térreo não sentiu nada",  conta Giselle Bertaggia.

Entenda mais:

Leia também:

Outros tremores no Brasil:

Leia mais sobre: tremor

    Leia tudo sobre: tremor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG