Terceirizados da Repar estão em greve, diz CUT

Os funcionários que prestam serviços terceirizados à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), da Petrobras, e à Fosfertil, no Paraná, estão em greve desde a última terça-feira, de acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT). Os trabalhadores reivindicam, entre outros pontos, um aumento real de 20% nos salários e a concessão de benefícios como cesta básica e crédito alimentação.

Agência Estado |

O movimento reúne funcionários que trabalham em mais de 30 empresas, prestadoras de serviço em projetos de manutenção e expansão na Repar e de manutenção na Fosfertil. Segundo a CUT, os parques industriais das duas empresas, instaladas na região de Araucária, operam normalmente. A Petrobras não se manifestou oficialmente sobre o assunto e a direção da Fosfertil não foi localizada.

Hoje, de acordo com a CUT, representantes dos funcionários e das empresas estão reunidos para discutir a proposta da classe patronal e os pleitos dos trabalhadores. A reunião deve se estender até o início da noite.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG