Atingido por pelo menos dez tiros de pistola calibre 380, o segundo-tenente PM Renato Machado Telesca, de 30 anos, foi assassinado, por volta das 19h30 desta quinta-feira, 25, após deixar a sede do 45º Batalhão, na Mooca, zona leste de São Paulo. Já à paisana e vestindo uma camiseta branca, o oficial foi surpreendido quando se aproximava de seu Ford Focus prata, estacionado na Rua Hippia.

Os tiros, segundo testemunhas, partiram de um desconhecido que, escondido atrás de um poste, esperou pela chegada da vítima.

Um comparsa esperava pelo atirador em uma moto Honda CG Titan azul no final da rua. Dois PMs, que ocupavam um Escort Wagon e chegavam para trabalhar, testemunharam o crime e ainda tentaram prender a dupla. Após um rápido tiroteio, os dois criminosos, ambos negros, conseguiram fugir.

Mesmo levado pelos bombeiros para o Hospital Dr. Ignácio Proença de Gouvêa, o policial militar não resistiu aos ferimentos e morreu. Nada foi levado da vítima. O caso foi registrado no 8º Distrito Policial (Brás/Belém).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.