O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, negou hoje que o País enfrente uma epidemia de infecções hospitalares provocadas por Micobactérias de Crescimento Rápido (MCR). O ministro avaliou que as normas da Anvisa sobre os procedimentos de desinfecção e esterilização de materiais usados em cirurgias são muito criteriosas e que o órgão está monitorando a situação.

Desde 2003, já ocorreram 2025 casos de infecções, além de mais três em investigação no momento, segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Na segunda-feira, a Anvisa divulgou que pretende limitar o número de procedimentos cirúrgicos diários, especialmente os que usam pequenas câmeras de vídeo introduzidas nos pacientes. As informações são da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.