rebatizada de gripe A H1N1) no País ainda é estável. ¿A situação da gripe no País está sendo monitorada 24 horas por dia pela rede pública de saúde¿, destacou Temporão durante a audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), do Senado." / gripe suina no País é estável - Brasil - iG" / rebatizada de gripe A H1N1) no País ainda é estável. ¿A situação da gripe no País está sendo monitorada 24 horas por dia pela rede pública de saúde¿, destacou Temporão durante a audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), do Senado." /

Temporão diz que número de contaminados com gripe suina no País é estável

BRASÍLIA ¿ O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, informou nesta terça-feira que o número de pessoas contaminadas pela gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1) no País ainda é estável. ¿A situação da gripe no País está sendo monitorada 24 horas por dia pela rede pública de saúde¿, destacou Temporão durante a audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), do Senado.

Carollina Andrade |

De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, até o momento, há 29 casos em monitoramento, em 10 Estados. 168 casos já foram descartados.

O Ministério da Saúde acompanha ainda 32 casos suspeitos de "gripe suína" no País. Os casos suspeitos estão nos Estados de São Paulo (14), Distrito Federal (4), Pernambuco (2), Rio de Janeiro (4), Ceará (1), Paraná (2), Rondônia (1), Alagoas (2) e Minas Gerais (2). Oito casos da doença já foram confirmados, nos Estados do Rio de Janeiro (3), São Paulo (2), Minas Gerais (1), Rio Grande do Sul (1) e Santa Catarina (1).

Segundo Temporão, três laboratórios estão aptos a fazer os exames que podem soltar os resultados em até 72 horas. Além disso, Temporão destacou que 829 leitos estão reservados para eventuais contaminados, sendo 149 com isolamento total de ar e contato.

Ainda durante a audiência, o ministro destacou que o governo está tomando providências como o monitoramento das fronteiras e de portos, além de terminais rodoviários e aéreos; o treinamento específico dos profissionais de saúde para que permaneçam em situação de alerta e preventiva para casos suspeitos; além da distribuição de mais de quatro milhões de folhetos explicativos sobre a doença e as medidas de prevenção.

Automedicação

O ministro da Saúde lamentou nesta terça-feira as declarações de alguns profissionais de Saúde que estimulam a automedicação, diante da ameaça da "gripe suína". Como exemplo, Temporão citou o caso do infectologista da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Edmilson Mogovisk, que criticou a decisão do governo de retirar das farmácias o medicamento Tamiflu, aliado contra a gripe.

Para o ministro, declarações como estas são um disparate. Nunca vi um médico estimular a automedicação. Fico perplexo com isso, afirmou o ministro durante a audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), do Senado. De acordo com Temporão, Edmilson teria dito que é uma pena os medicamentos terem sido enviados para o Ministério. "Seria uma medida de prevenção", disse o médico a um meio de comunicação.

O laboratório Roche, responsável pela distribuição do medicamento no Brasil, informou que todo o estoque do remédio foi entregue ao Ministério da Saúde, a pedido do governo. No total, 6.250 tratamentos adultos e outros 6.250 pediátricos foram enviados no fim de abril.

O Ministério afirma possuir 12.500 cápsulas do medicamento e mais de 9 milhões de unidades do principal componente do Tamiflu em estado bruto em seus estoques ¿ que serão usadas caso haja uma epidemia. Mesmo tendo poucos casos confirmados, o Ministério negocia ainda a compra de mais 800 mil tratamentos prontos para consumo.

Leia também:



Entenda a "gripe suína"


Leia mais sobre gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG