Temporão destaca isolamento de vírus A H1N1 no Brasil

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou hoje que o sequenciamento completo de dois genes do vírus A (H1N1) foi um passo importante para o desenvolvimento de uma vacina nacional contra a gripe suína. Ele disse não acreditar que os laboratórios multinacionais, como a Novartis e Baxter, consigam terminar os testes e comercializar a vacina antes do início do inverno do hemisfério norte, em setembro.

Agência Estado |

"O Instituto Butantã tem toda a capacidade tecnológica e industrial de produzir a vacina até o início do próximo inverno brasileiro, e o sequenciamento do Instituto Adolfo Lutz robustece essa possibilidade."

Ontem, o Instituto Adolfo Lutz, da Secretaria de Saúde de São Paulo, anunciou o isolamento de um subtipo do H1N1, uma etapa importante para a produção da vacina brasileira contra a gripe suína. O isolamento do vírus tornou possível o sequenciamento genético da estirpe brasileira do vírus, que foi batizado de A/São Paulo/1454/H1N1.

Para o ministro, apesar do número de casos de gripe suína no Brasil vir aumentando, o fato de ainda não haver evidências de circulação do vírus em território nacional mostra que as barreiras sanitárias adotadas nos portos e aeroportos estão funcionando. Hoje, o ministério confirmou mais 17 novos casos da enfermidade, sendo que dois ocorreram por transmissão de pessoas que tiveram contato com doentes dentro do País, os chamados casos autóctones. Ao todo, o número de casos confirmados da gripe suína no País chegou a 96.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG