Temporão defende restrição em propaganda de remédios

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, defendeu hoje a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a propaganda de medicamentos, proibindo, entre outras medidas, que celebridades estrelem anúncios publicitários de remédios. Não me parece razoável que artistas e atletas vendam medicamentos pela TV ou rádio.

Agência Estado |

Isso infringe o bom senso", disse Temporão, após participar da abertura de um seminários sobre o desenvolvimento da primeira infância, num hotel na zona sul do Rio de Janeiro.

A Advocacia Geral da União (AGU) recomendou ontem a revogação da resolução por entender que a regulamentação de publicidade foge das atribuições legais da agência. A AGU se manifestou a pedido do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). De acordo com o ministro, a regulamentação da Anvisa é "boa, rígida e defende a saúde pública". Ele lembrou que a resolução foi "amplamente debatida em audiências públicas" e disse que iria conversar com o advogado-geral da União, José Antônio Toffoli, para entender a argumentação da AGU.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG