Temporão: anúncio de bebida é questão de saúde pública

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse, após se reunir com a bancada do PMDB na Câmara, que o projeto que limita o horário de propaganda de bebidas alcoólicas é uma questão de saúde pública. O lobby é legítimo.

Agência Estado |

Eu vejo pelo lado da Saúde pública. Imagino que os empresários vejam pelo lado dos negócios", disse o ministro. Resultado do lobby da propaganda de cerveja, os líderes partidários no Congresso forçaram o governo a retirar o projeto da pauta de votações do plenário.

O líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves, partido de Temporão, ameaçou votar contra o projeto para pressionar pela retirada. Representantes de emissoras de TV que estiveram na Câmara pressionando contra o projeto informaram que a propaganda de cervejas significa 30% das receitas das emissoras. O líder do PMDB e o líder do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), também contrário à votação do projeto, pertencem a famílias donas de emissoras de TV. O projeto proíbe a propaganda de cervejas na TV no horário que vai das 6 horas às 21 horas. "O governo não quer radicalizar, só limitar o horário", disse Temporão.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG