Temporal inunda cidades do Rio Grande do Sul e deixa 42 mil pessoas sem luz

PORTO ALEGRE - Um temporal atingiu o Rio Grande do Sul na madrugada deste sábado e destelhou casas, derrubou árvores e postes e deixou bairros debaixo dágua. Pelo menos 42 mil pessoas ficaram sem energia elétrica.

Redação |

De acordo com a Defesa Civil, sinaleiras foram desligadas e ruas de Porto Alegre foram invadidas pela água. Em São Leopoldo, vários bairros estão alagados, entre eles o Santos Dumont, Vicentina e o Santo André.

Segundo a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE), que abastece 72 municípios, mais de cem equipes trabalham para normalizar o serviço nas 21 mil residências afetadas. Nas áreas atendidas pela Rio Grande Energia (RGE) existem 21 mil clientes desabastecidos. A AES Sul não informou o número de consumidores afetados.

A Defesa Civil estadual informou que uma das regiões mais castigadas é o Vale do Caí, onde foram registrados destelhamento de casas e aumento do nível do Rio Caí. Na cidade de São Sebastião do Caí, 60 famílias estão desabrigadas. Em Nova Petrópolis, a chuva de granizo e os fortes ventos também causaram destelhamentos.

No município de Minas do Leão, córregos transbordaram e a Defesa Civil já enviou 60 kits com cobertores, lençóis e colchões. A estimativa é de 70 residências danificadas e 200 moradores desalojados. Em Sapiranga, pelo menos 100 pessoas tiveram suas casas alagadas.

Previsão

A previsão do Climatempo já adiantava que uma frente fria deveria provocar chuvas fortes no Rio Grande do Sul, com possibilidade de rajadas de vento e trovoadas neste sábado no Estado. O domingo também deve ter chuvas fortes em todo o Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no sul, no oeste e no leste do Paraná.

*Com informações da Agência Estado

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvasrio grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG