Temporais devem atingir 7 Estados até domingo

SÃO PAULO - A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, alertou as defesas civis de sete Estados do País, por conta da possível ocorrência de chuvas fortes entre esta quinta-feira, 1º, e domingo, 4. De acordo com a Sedec, os temporais devem atingir os Estados do Ceará, Piauí, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Redação com Agência Estado |


Em alguns momentos, a chuva poderá ser acompanhada por raios e ventos de até 70 quilômetros por hora.

A Sedec recomenda que a população evite áreas de alagamentos e lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes. Há risco de deslizamentos de encostas, morros e barreiras. Os alertas foram baseados em informações do Centro de Previsão e Estudos Climáticos (Cptec) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Mar agitado

No mesmo período, um ciclone extratropical estará em formação no litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, provocando rajadas de vento que podem superar os 100 quilômetros por hora no litoral sul de SC e no leste e nordeste do RS.

O mar ficará muito agitado com ondas de até 5 metros, inclusive com risco de ressaca. Por isso, a Sedec desaconselha as atividades de navegação.

Ressalta-se que este tipo de ciclone é comum na região Sul. Outro detalhe importante é que este ciclone não é semelhante ao furacão "Catarina" que atingiu o Rio Grande do Sul e Santa Catarina no mês de março de 2004.

A secretaria, por meio de seu Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, estará monitorando as condições atmosféricas e caso haja alguma alteração significativa, será imediatamente feito um novo alerta preventivo.

Frio

A cidade de São Paulo registrou a temperatura mais fria do ano na madrugada desta quinta-feira, segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).

Na região de Parelheiros, no extremo Sul da capital paulista, foi registrada a temperatura de 13,6ºC, por volta das 6 horas. A marca anterior também havia sido registrada na mesma região, no dia 9 de janeiro deste ano, quando a temperatura chegou a 14,2ºC.

E o frio deve continuar no feriadão. Nesta sexta-feira a instabilidade fica mais forte por conta da formação de uma nova frente fria. Este sistema deixa o tempo carregado e com previsão de chuva a qualquer hora em São Paulo, onde há risco de chuva forte.

No norte paulista o sol aparece entre muita nebulosidade e chove principalmente a partir da tarde. O tempo fica chuvoso e com temperatura amena no Rio de Janeiro, Espírito Santo, no Triângulo mineiro, Sul de Minas, Zona da Mata mineira e também no vale do Rio Doce. Nas outras áreas do Sudeste o sol aparece, a nebulosidade aumenta e chove a qualquer hora do dia.

No sábado uma massa de ar seco de origem polar avança sobre o oeste paulista, deixando o tempo aberto e com sol forte nesta região. O tempo fica firme e sem previsão de chuva também no norte de Minas Gerais. Nas outras áreas da Região o sol aparece sempre entre muitas nuvens e ocorre períodos de chuva ao longo do dia. 

No domingo a massa de ar seco avança sobre o oeste e noroeste paulistas e também sobre a região central de São Paulo, deixando o tempo aberto e com sol forte nessas áreas.

O norte de Minas Gerais permanece sob domínio do ar seco que impede a formação de nuvens carregadas. Por isso o tempo fica firme e sem chuva nesta parte do Estado. O restante do Sudeste continua sob influência de áreas de instabilidade que espalham muitas nuvens e provocam períodos de chuva em todas as localidades. O sol aparece, mas sempre entre muita nebulosidade.

Leia mais sobre: temperatura

    Leia tudo sobre: clima

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG