Temporais deixam dois mortos no Rio Grande do Sul

Os temporais que atingem o Rio Grande do Sul deixaram dois mortos nesta quinta-feira, segundo informou a Defesa Civil. Na região metropolitana de Porto Alegre, foram registrados ventos de até 133 km/h.

iG São Paulo |

AE
Chuva forte atinge Santana do Livramento na manhã desta quinta-feira

Chuva forte atinge Santana do Livramento na manhã desta quinta-feira

Na capital gaúcha, a parede frontal de uma casa abandonada caiu sobre a calçada da Avenida Brasil, matando a auxiliar de serviços gerais Marilu Azambuja, de 37 anos, que passava pelo local.

Em Canoas, um operário ainda não identificado morreu em circunstâncias parecidas. Ele estava trabalhando numa obra e foi soterrado por um muro que desabou. Outras duas pessoas estão desaparecidas.

Em Cidreira, no litoral norte, o teto de uma escola caiu sobre uma sala. Algumas crianças sofreram ferimentos e tiveram de ser levadas a um hospital para avaliação médica.

O mau tempo que atinge o Rio Grande do Sul  desde o último fim de semana  também causou destelhamentos, queda de árvores e falta de energia elétrica em grande parte do Estado.

Desde o início de novembro, 11 municípios gaúchos decretaram situação de emergência por casa de vendavais, enchentes, enxurradas e inundações. Três decretos, de Butiá, Feliz e Coronel Barros, foram assinados nesta quarta-feira.

O último boletim, divulgado por volta das 14h pela Defesa Civil, informa que 150 pessoas estão desabrigadas e 1.546 estão desalojadas. Os números devem ser atualizados no início da noite desta quinta-feira.

Para este fim de semana, a previsão do tempo é de chuva. A Defesa Civil recomenda que a população evite áreas de alagamentos e lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes.

Com Agência Estado


Leia mais sobre chuvas

    Leia tudo sobre: chuvasrio grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG