Temer pede segurança da Polícia Federal para deputado jurado de morte

O deputado Luiz Couto (PT-PB) vive entre a cruz e a pistola. Jurado de morte pelo crime organizado, o petista aguarda agora os encaminhamentos do Ministério da Justiça para voltar a ter a proteção da Polícia Federal, interrompida em junho do ano passado. O pedido, feito inicialmente pela bancada do PT, foi encaminhado na noite desta quinta-feira(12) pelo presidente da Câmara, Michel Temer, ao ministro Tarso Genro.

Congresso em Foco |

Relator da CPI que denunciou a ação de grupos de extermínio no Nordeste, em 2005, o deputado é apontado como o próximo alvo do mandante do assassinato do advogado Manoel Bezerra Mattos Neto, morto com dois tiros no último dia 24, na divisa entre Paraíba e Pernambuco. 

Leia a reportagem completa no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: ameaçacongresso em foco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG