Uma viagem ao México trouxe muita cor para aos vestidos, blusas, calças e shorts. Detalhes das tribos indígenas do México e características peculiares da cultura local aterrissaram na coleção de verão da Cori.

Assinada pela dupla Dudu Bertholini e Rita Comparato, as modelos desfilaram peças com estampas fortes e multicoloridas - vermelho, azul, amarelo, verde e preto - neste terceiro dia da 25ª São Paulo Fashion Week (SPFW), no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera.

"Foi melhor do que a encomenda. Eu faria 10 coleções inspiradas no México", afirmou Bertholini no camarim da grife ao final do desfile. Os modelos sérios e com caras de escritório, típicos da grife, nem passaram perto nesta coleção. Um blazer com corte um pouco mais reto aqui e outro acolá não abalaram a atmosfera descontraída - mas sofisticada - das terras mexicanas.

Calças de cintura alta, em jeans, pantalonas ou shorts, saias longas plissadas, coletes e vestidos de couro navalhado e blusas que remetiam ao formato dos ponchos foram os principais destaques da coleção. O dourado surgiu em aplicações, bordados e acessórios. No final do desfile, modelos surgiram com aplicações de metais nas blusas e saias que lembraram franjas. "As franjas irão aparecer nas lojas em pequenos detalhes - nos colares, nas bolsas, nos brincos e em algumas aplicações", explicou Bertholini.

Os acessórios, como cachecóis - sim, cachecóis no verão -, brincos, colares e cintos, vieram com um "peso" bem regional. "Visitamos feiras e aldeias indígenas mexicanas para captarmos todos os detalhes", disso o estilista. Nos pés, sandálias rasteirinhas nas cores da coleção. A cara do verão brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.