NOVA YORK ¿ A tela Bouquet pour le 14 juillet 1919, do pintor francês Henri Matisse (1869-1954), será leiloada no dia 5 de maio durante a grande venda de arte impressionista e moderna que ocorre durante a primavera em Nova York, anunciou nesta quarta-feira a casa de leilões Sothebys.

AFP

Com um valor estimado entre 18 milhões e 25 milhões de dólares, a tela de 116 x 89cm pertence atualmente a um colecionador privado europeu, que a comprou em 1982 por cerca de 1,3 milhão de dólares, na época um preço recorde para um Matisse, disse à AFP Emmanuel Di Donna, diretor do departamento de vendas de impressionistas da Sotheby's de Nova York.

A pintura só teve dois donos: antes que chegasse às mãos do colecionador europeu, pertenceu à galeria Bernheim-Jeune, promotora em Paris dos pintores impressionistas em início de carreira e que havia comprado o Matisse.

A obra será exposta em Hong Kong e Londres antes de sua chegada a Nova York, onde ficará em exibição a partir de 30 de abril, afirmou a casa de leilões nova-iorquina. "Trata-se da joia do leilão, em meio a 58 lotes que incluem obras de Picasso, Monet, Modigliani e Van Donghen", completou Di Donna.

O recorde de venda de um Matisse data de fevereiro de 2009, quando a tela de 1911 "Les coucous, tapis bleu et rose", avaliada entre 15 milhões e 23 milhões de dólares, foi adquirida em Paris por 45,2 milhões.

Leia mais sobre: Matisse

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.