CURITIBA - Técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da unidade de Porto Alegre, chegam nesta segunda-feira a Paranavaí, noroeste do Paraná, para investigar as causas do acidente com o avião monomotor ocorrido neste domingo, que causou o morte de cinco pessoas. As vítimas são Adriano Romera, Siolmar Grotti Romera e João Romera, que pertenciam a uma família de empresários do município de Arapongas, norte paranaense, o piloto Flávio Marcelo dos Santos e o técnico agrícola Rômulo César Fernandes. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/11/02/familia_morre_em_acidente_com_bimotor_no_parana_2092307.htmlFamília morre em acidente com bimotor no Paraná

Segundo o chefe da Comunicação Social da Polícia Militar, Nelson Ventura, chovia muito no município quando o monomotor modelo P35 caiu no pátio da Escola Municipal Ilda Campano Santini. O avião saiu de Sonora (MT) às 9h30, com destino a Arapongas, mas as fortes chuvas na região impediram o pouso. O piloto ainda tentou aterrissar no Aeroporto de Paranavaí, mas também não conseguiu devido às chuvas.

Apenas o corpo do piloto ainda está no Instituto Médico Legal (IML) da cidade, aguardando a chegada da família, que é de São Paulo. Os outros corpos foram levados para Arapongas, onde serão enterrados à tarde.

De acordo com Ventura, a Polícia Militar interditou o local do acidente, para preservar a área. Cerca de 250 alunos da escola onde o monomotor caiu não terão aula nesta segunda-feira.

Leia mais sobre: acidente de avião 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.