TCU vê irregularidade em R$ 11 milhões no Turismo

BRASÍLIA - O Tribunal de Contas da União (TCU) considerou irregulares 31 contratos de repasse, que somam R$ 11 milhões, firmados entre o Ministério do Turismo e entidades sem fins lucrativos em 2005 e 2006, durante a gestão de Walfrido dos Mares Guia. A corte determinou que R$ 1,3 milhão sejam devolvidos pelas entidades e que o restante dos contratos seja cancelado pelo ministério. O TCU ainda quer explicações de Walfrido, o que tem potencial para lhe render uma multa de até R$ 32 mil.

Congresso em Foco |

O processo foi aberto a partir de uma reportagem exclusiva do Congresso em Foco, em 10 de maio do ano passado . Em sessão plenária na quarta-feira passada (25), os ministros decidiram encaminhar o acórdão ao procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, que havia pedido informações sobre o caso em julho de 2007. Assessoria do Ministério Público disse que ele não comentaria o motivo de seu interesse sobre o tema. Souza denunciou Walfrido no final do ano passado por envolvimento no chamado mensalão mineiro.

Leia tudo no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congresso em foco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG