Taxa de desemprego no Brasil surpreende e cai

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A taxa de desemprego no Brasil surpreendeu a expectativa de economistas e caiu em abril, para 8,9 por cento, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Em março, o desemprego nas seis regiões metropolitanas pesquisadas estava em 9 por cento.

Reuters |

Vinte e seis analistas ouvidos pela Reuters esperavam taxa de 9,3 por cento em abril, com os prognósticos variando de 9 a 9,8 por cento.

O rendimento médio real dos trabalhadores totalizou 1.318,40 reais em abril, queda de 0,7 por cento ante o mês anterior e alta de 3,2 por cento na comparação com igual período do ano passado.

A população ocupada somou 20,913 milhões de pessoas, praticamente estável sobre o patamar de março, de 20,953 milhões, e de abril de 2008, de 20,863 milhões.

A massa de rendimento real ficou em 27,9 bilhões de reais, recuo de 0,7 por cento mês a mês e alta de 3,7 por cento na comparação anual.

(Por Rodrigo Viga Gaier; Texto de Vanessa Stelzer)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG