O ministro da Justiça, Tarso Genro, informou hoje, em entrevista no Palácio do Planalto, que até a próxima quarta-feira apresentará uma análise de técnicos de sua pasta sobre o projeto que prevê a inviolabilidade dos escritórios de advocacia. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem até o dia 11 de agosto para vetar ou sancionar a lei.

Lula já manifestou a intenção de rejeitar o projeto aprovado pela Câmara e pelo Senado.

A proposta de inviolabilidade é de autoria do deputado Michel Temer (PMDB-SP). A proposta foi aprovada na última votação do Senado antes do recesso. De acordo com o projeto, o acesso ao escritório só será autorizado se o advogado estiver sendo investigado e mediante um mandado especificando os computadores ou documentos que podem ser examinados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.