Tarso: Lula deve ter cautela ao participar de campanha

O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva precisa avaliar com cautela seu envolvimento na campanha eleitoral do segundo turno. Ao ser questionado sobre se Lula irá participar diretamente na campanha da candidata Maria do Rosário (PT) à prefeitura da capital gaúcha, o ministro afirmou que não fala com o presidente há uma semana, pois ele está em viagem, mas disse que Lula precisa avaliar o efeito de seu comportamento na eleição para o sistema de alianças do governo.

Agência Estado |

"Antes de ser presidente de honra do PT e nosso principal quadro de referência, ele é presidente do País", afirmou. "Então, ele tem que se mover com cautela", analisou o ministro, que participou hoje de sessão da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça.

Também presente à audiência, o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), disse que tem defendido junto ao presidente sua participação em um ato de campanha e a gravação de depoimento em favor de Rosário, da "Frente Popular" (PSL-PTC-PRB-PT).

Fontana observou que tratou do assunto inclusive com aliados como o PMDB. "Nossa aliança com o PMDB não passa por uma ausência do presidente aqui na eleição de Porto Alegre", avaliou. Rosário enfrenta José Fogaça, da coligação "Cidade Melhor - Futuro Melhor" (PTB-PSDC-PMDB-PDT), no segundo turno da eleição municipal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG