Tarso lança projeto de presídios para jovens adultos

O ministro da Justiça, Tarso Genro, lançou hoje, em Brasília, um plano para construir sete presídios que abrigarão jovens adultos (18 a 24 anos), dentro do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Genro afirmou que o projeto fará parar o fluxo do aumento do número de crimes e abrirá vagas nas prisões convencionais, de acordo com o Ministério da Justiça.

Agência Estado |

Primeiramente, os estabelecimentos prisionais serão edificados em sete Estados: Bahia, Alagoas, Pará, Rio de Janeiro, Piauí, Mato Grosso e Rio Grande do Sul. O Pronasci incorpora ações sociais a políticas de segurança pública na luta contra a criminalidade. Com o projeto, os Estados estão prontos para começar as obras. A esperança é de que elas estejam concluídas até o fim de 2009.

"O sistema prisional hoje é uma fábrica de criminosos, um elemento 'criminalizador' da juventude, que gera mais violência para a sociedade. A reincidência dos jovens que estão presos, na faixa dos 70%, é originada pelo sistema que os acolhe", afirmou. As verbas empregadas pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do ministério nestes sete Estados é de cerca de R$ 105 milhões.

Os presídios do Pronasci terão lugar para salas de aula e cursos educacionais e técnicos. Cada preso permanecerá em uma cela com outros cinco condenados e terá à disposição uma unidade de saúde, com médicos, psicólogos e assistentes sociais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG