Tarso: divergência com Mendes não afeta relacionamento

O ministro da Justiça, Tarso Genro, respondeu hoje em tom diplomático a declaração do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, sobre sua posição no caso do ex-ativista italiano Cesare Battisti. Na sexta-feira, Mendes afirmou que a decisão do STF - ao anular o refúgio a Battisti - deu uma grande contribuição para a biografia do ministro.

Agência Estado |

Tarso lembrou que tomou conhecimento da declaração enquanto estava na Suíça para tratar da repatriação de US$ 28 milhões desviados por fiscais do Rio de Janeiro.

"Cada um tem sua opinião", afirmou. "Eu tenho enorme respeito pelo ministro Gilmar Mendes, nós trabalhamos em conjunto em diversos projetos e uma divergência jurídica sobre a questão constitucional não vai nos afastar nem impedir nosso bom relacionamento", afirmou, após participar de reunião na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs).

No encontro, fechado à imprensa, o ministro disse ter feito um balanço do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania. Segundo ele, o quadro eleitoral do Rio Grande do Sul não entrou em pauta na reunião. O ministro é pré-candidato ao governo gaúcho pelo PT.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG