O ministro da Justiça, Tarso Genro, defendeu a aprovação da Lei de Escutas Telefônicas, que está tramitando no Congresso Nacional, como forma de resolver a questão dos grampos sem autorização legal. Se nós aprovarmos o projeto como está lá, estas questões, estes desvios serão totalmente sanados.

E nós achamos que efetivamente eles devem ser sanados", afirmou, após participar do debate "O Brasil e o Estado de Direito", realizado hoje no auditório do Grupo Estado .

Também participaram do debate no auditório do Grupo Estado o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.